eSocial: Sete Oportunidades no Mercado de Trabalho para Aumentar sua Renda

eSocial: Sete Oportunidades no Mercado de Trabalho para Aumentar sua Renda

Artigo de Zenaide Carvalho

“A oportunidade nunca chega a quem fica de braços cruzados.”

(Taniguchi)

 

Se você atua na área Trabalhista, Previdenciária, de Recursos Humanos, Departamento Pessoal, Segurança e Saúde no Trabalho ou Escritório Contábil, certamente já ouviu falar no eSocial.

O que não falaram para você é sobre as oportunidades de crescimento na carreira com o eSocial. E é isto que você lerá agora, sobre as 7 (sete) oportunidades de trabalho com o eSocial para quem já está estudando, pois não é necessário ter experiência e sim conhecimento, já que o eSocial ainda nem entrou em vigor. E o mercado está muito aquecido!

Nos meus dois livros sobre o eSocial, apresentei algumas dessas oportunidades e diariamente recebo relatos sobre quem está aproveitando esse desafio.

O que é o eSocial

Antes de apresentar as 7 (sete) oportunidades – e você verá que pode ganhar um aumento de 40% de salário ou, como Consultor, aumentar em 150% a sua renda – preciso explicar o que é o eSocial.

O eSocial é um grande banco de dados que está sendo criado pelo Governo Federal – com informações sobre todos os empregados, que começa a ser exigido das grandes empresas – que faturaram acima de R$ 78 milhões em 2016 – a partir de janeiro/2018. Para os demais empregadores a exigência de enviar dados detalhados começa em julho/2018 e para os órgãos públicos da administração direta, autarquias e fundações o início previsto é janeiro/2019.

Fiscalização após o Início do eSocial

Não tem como escapar das garras do fisco. Ele foi instituído pelo Decreto 8.373/14 e os entes que receberão diretamente os dados são a Receita Federal do Brasil, Ministério do Trabalho e Previdência Social, INSS e Caixa Econômica Federal.

O próprio Serpro – que está desenvolvendo o sistema eSocial, relata que a Fiscalização Trabalhista vai ser aumentar, leia:

O eSocial hoje

Feitas as apresentações, o eSocial ainda está em fase de testes, mas o mercado de trabalho já está procurando profissionais para fazer a implantação do eSocial, que é volumoso, complexo e fiscalizador, com mais de 40 micro declarações – envolvendo o preenchimento de mais de 2.600 campos, o que pode deixar o empregador vulnerável até mesmo a uma fiscalização retroativa aos últimos cinco anos.

Aí entram os Especialistas em eSocial, pessoas que estão estudando a fundo o eSocial. Para fazer a implantação e reduzir o risco trabalhista das empresas.

Só para você ter uma ideia, as admissões de empregados terão que ser enviadas ao eSocial antes mesmo do empregado começar a trabalhar.

Atestados médicos a partir de 3 (três) dias já deverão ser informados. Sem contar todos os detalhes da área de Saúde e Segurança do Trabalho. Segundo o próprio Ministério do Trabalho, é a área mais atingida pelo eSocial, já que nunca antes os dados de mapeamento de ambientes, riscos e agentes nocivos, periculosidade, insalubridade e aposentadoria especial nunca foram exigidos.

É uma mudança de cultura e organizacional muito grande. Somente quem está estudando os Manuais, Leiautes, Tabelas e Regras de Validação poderão orientar corretamente o envio dos dados.

Conhecimento em eSocial supera Experiência

A grande vantagem do eSocial – já que o governo federal acena com uma simplificação de processos aos empregadores que só se apresentará daqui a alguns anos – é que ele traz oportunidade para quem tem conhecimento e não requer experiência.

Passo a explicar. Muitos profissionais reclamam que sempre é exigida experiência quando uma oportunidade aparece. Mas no eSocial a situação é outra, muda de figura, pois como ainda não entrou em vigor, abre um leque para quem está estudando a fundo.

Veja o caso desta minha aluna, que foi promovida de Assistente de Departamento Pessoal para Analista, por estar estudando o eSocial:

São mais de 40 leiautes, as mais de 180 páginas do Manual, as mais de 100 regras de validação, as mais de 10 Resoluções do Comitê Gestor e as 26 tabelas que serão utilizadas.

É muita coisa, eu sei, mas com método é possível chegar lá e conseguir uma das vagas que estão abertas para Gestores de Implantação do eSocial, sem falar nos Consultores, Auditores e Instrutores de Treinamento.

Oportunidades com o eSocial

Só uma aluna minha conseguiu aumentar a renda dela em 150% como Consultora para Implantação do eSocial. Outra aluna ganhou aumento salarial de 40% e passou a trabalhar em uma multinacional, para fazer a implantação do eSocial.

Outro aluno – que havia sido dispensado do emprego – conseguiu retornar ao escritório contábil onde trabalhava agora como sócio, e segue dando palestras e treinamentos sobre eSocial em todo o Brasil. Leia esse depoimento de uma das minhas alunas:

Workshop do eSocial

Na semana passada concluímos o 1º Workshop do eSocialwww.workshopesocial –  que foi assistido por mais de 8 mil profissionais – e abrimos as inscrições para a 2ª Turma da Formação de Especialistas em eSocial, um treinamento completo, com mais de 200 (duzentas) aulas em vídeo, para formar os profissionais que o mercado está buscando.

Tivemos acesso a vários depoimentos de quem já estão atuando no mercado de trabalho, obtendo ganhos muito acima da média, em tais atividades.

As Sete Oportunidades com o eSocial

Leia agora as 7 (sete) Oportunidades no Mercado de Trabalho, para profissionais que estão estudando o eSocial:

 

#1 – Gestores Internos para Implantação do eSocial

São os profissionais da área de Departamento Pessoal e Recursos Humanos.

Há a necessidade de formar uma equipe que será comandada por quem faz o cadastro de pessoal e folha de pagamento. Se você já atua nestas áreas, basta estudar o eSocial. Usando ferramentas administrativas de Plano de Ação, mapeamento de processos – para identificar a conformidade com a legislação vigente e com o eSocial – é possível conseguir um aumento de salário que pode chegar a 40%.

Leia este anúncio, com salário de R$ 10 mil a R$ 15 mil, para Supervisor, para fazer a Implantação do eSocial:

 

2# – Consultores para Implantação do eSocial

Muitas grandes empresas estão contratando Consultores para orientar suas equipes internas para a mudança radical de paradigmas que o eSocial traz em seu bojo. Dar uma consultoria nesta área pode gerar uma renda que passa de R$ 100 mil.

3# – Instrutores de Treinamento

Empresas, entidades de empresários e órgãos públicos estão procurando instrutores para capacitar suas equipes. Se você já atua como Instrutor na área trabalhista e previdenciária é hora de ir fundo no seu conhecimento em eSocial. Eu já ministrei treinamento até no STJ, para capacitação da Equipe de Implantação. Tenho orgulho do meu certificado!

4# – Auditor na área trabalhista e previdenciária

Uma das necessidades de todas as auditorias é atuar na área trabalhista e previdenciária. Agora, com o eSocial, o mercado para auditores especialistas em eSocial aquece. Será necessário identificar os gargalos do cumprimento das obrigações trabalhistas e previdenciárias, porém já com foco nas novas exigências do Governo Federal.

E muito em breve também os novos concursos públicos para Auditor da Receita Federal e Auditor Fiscal do Trabalho vão exigir conhecimento em eSocial.

 

#5 – Profissionais da área de Segurança e Saúde no Trabalho

Se antes do eSocial não há exigência no envio de dados sobre os Atestados de Saúde Ocupacional (ASOs), PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) e LTCAT (Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho), Laudos de Insalubridade, Periculosidade etc com a entrada em vigor do eSocial tudo isso será exigido.

São obrigações trabalhistas e previdenciárias que antes o governo não tinha condições de fiscalizar como deveria e agora passam a compor os “eventos” (ocorrências) do eSocial. E aqui as multas são pesadas, pois além do Ministério do Trabalho, a Receita Federal – que controla e fiscaliza a arrecadação previdenciária – também receberá os dados.

Se você atua nesta área, há uma grande oportunidade para consultoria e prestação de serviços, inclusive em órgãos públicos e pequenos empresários, atendidos por escritórios contábeis.

 

#6 – Profissionais da área de TI – Desenvolvedores, Programadores e Suporte

Até mesmo desenvolvedores de sistema, programadores e o pessoal do suporte na área de Tecnologia da Informação estão também incluídos.

Como não haverá um programa fornecido pelo governo, as softwarehouse estão precisando de quem esteja estudando o eSocial para desenvolver seus sistemas e dar suporte aos seus clientes.

 

#7 – Profissionais da área Jurídica

Tanto no eSocial quanto na EFD-REINF – nova declaração acessória do Sistema Público de Escrituração Digital que entra em vigor junto com o eSocial, será necessário informar os processos que afetem recolhimentos e retenções de tributos relacionados à prestação de serviços.

Muito em breve os processos e acordos trabalhistas também serão detalhados no eSocial. A oportunidade aqui é para prestar consultoria para empresas de qualquer porte, a fim de evitar dor de cabeça com as informações específicas, que só advogados conseguirão prestar, e acompanhamento dos processos.

 

E você, quer uma Oportunidade?

Então, se você quer uma oportunidade, tem que aprender sobre o eSocial. E a hora é agora. O mercado está aberto, precisando de pessoas que conheçam da área trabalhista, previdenciária e eSocial. E, como eu disse, só requer conhecimento, pois experiência ninguém tem mesmo.

Em meu blog – www.zenaide.com.br – que já tem mais de 10 anos e é referência em eSocial, é possível acessar diversos materiais gratuitos.

Também no meu canal do Youtube é possível assistir a mais de 50 vídeos sobre eSocial, inclusive a série “Os 31 Erros que você não podem cometer no eSocial”.

eSocial em mais de 200 Aulas, de Maneira Didática e Organizada

Mas se você quer aprender o eSocial de maneira didática e organizada, garanta uma vaga para a minha 2ª turma de Formação de Especialista em eSocial, que estará aberta por poucos dias, acessando o link www.workshopesocial.com.br e saiba como você pode aproveitar essa oportunidade de mercado.

Se você é empregador, é hora de prevenir-se e capacitar com segurança a sua equipe. O treinamento é 100% online e atualizado e com garantia de acesso e atualização por um ano, com meu suporte tira-dúvidas dentro do área de membros.

Como disse o Mestre Taniguchi, a oportunidade só tem cabelo na parte da frente. Se você não agarrar, não vai pegar.

Ficar só reclamando do eSocial não vai levar ninguém ao sucesso. E se alguns só veem o copo metade vazio, é a sua hora de ver o que poucos, ainda, estão vendo. O copo está transbordando.

Conte comigo para continuar na sua jornada de conhecimento e crescimento profissional com o eSocial!

Abraços, fique com Deus e até breve!

Zenaide Carvalho

Administradora e Contadora, especialista em Auditoria, é CEO da Nith Treinamentos, e ministra treinamentos sobre eSocial em todo o Brasil e mantém o Blog da Zê há mais de 10 anos, compartilhando conteúdos na área trabalhista em previdenciária.

Artigo escrito em 14/11/2017 – pode ser compartilhado na íntegra desde que citados autora e fonte – www.zenaide.com.br.

Deixe seu Comentário!

Comentários