8 maio, 2019

Dicas para a elaboração da folha de pagamento

A cada momento nos deparamos com mudanças na área trabalhista. São muitas informações, muitas ações e tarefas que precisam ser elaboradas. Os profissionais de departamento pessoal ficam em constante aprendizado, devido a todas essas mudanças. 

É normal, ao fim de cada mês nos depararmos com profissionais preocupados com o fechamento da folha de pagamento, são muitos detalhes a serem observados, muitas informações a serem alimentadas.

Professor SA

O mau preenchimento dos dados no sistema da folha, pode levar a empresa ao pagamento de multasaté processos trabalhistas com muitas complicações. Por esse motivo, é muito importante que a pessoa responsável por essa função seja qualificada e obtenha o conhecimento necessário para executá-la. 

Professor SA

Calcular a folha de pagamento, realmente parece ser fácil, mas não é, até porque ela pode interferir diretamente na saúde financeira da empresa. Por esse motivo, é de extrema importância que, mesmo se o gestor da empresa não trabalhe no departamento pessoal, entenda todo o processo de elaboração da mesma.  

Nesse artigo, vamos apresentar algumas dicas para a elaboração da folha de pagamento e como ela influencia na gestão financeira da empresa. 

Você sabe o que é a Folha de Pagamento e como é elaborada? 

A folha de pagamento é uma demonstração das informações e atividades trabalhistas desenvolvidas pelo funcionário. 

Nela, encontra-se todos os rendimentos recebidos pelo funcionário dentro do período. Vale ressaltar que quando falamos de rendimentos, nos referimos à totalidade de proventos, ou seja, salário, hora extra, bonificações, adicionais de insalubridade, periculosidade, entre outros. Além dessas informações, também se destacam todos os descontos permitidos por lei. 

A responsabilidade de analisar os documentos dos funcionários é da empresa, pois ela quem vai transmitir essas informações para a folha de pagamento. Por ser uma situação bem delicada, muitas vezes as empresas terceirizam essa atividade para que outra empresa qualificada realize os processos.  

Para elaboração da folha de pagamento é essencial o valor do salário, se houve ou não horas extras e se o mesmo tem o direito de receber algum adicional.

Para pagamento dos adicionais de insalubridade e periculosidadedevem haver laudos que comprovem a obrigação da empresa, destacando os percentuais a serem pagos conforme as Normas Regulamentadoras 15 e 16, respectivamente. 

Evidenciado os rendimentos acima, deve-se tomá-los como base para os descontos, a parte mais temida pelos funcionários, porém de alguns deles não tem como escapar. Dentre os mais comuns temos o INSS e o IRRF, esses são obrigatórios de acordo com a faixa salarial de cada funcionário. 

Você sabe como a folha de pagamento pode interferir na sua gestão financeira? 

É muito interessante que o setor financeiro tenha controle de todos os pagamentos realizados, inclusive dos funcionários. Para que você, gestor e funcionário, não sejam surpreendidos com um déficit no caixa, é necessário tomar alguns cuidados. 

O primeiro passo a ser tomado é a organização de documentos e informações. Organizar é primordial para a gestão empresarial, ter fácil acesso as informações e que as mesmas sejam claras e objetivas. A veracidade desses dados é essencial para evitar possíveis complicações. Além do mais, você economizará tempo para efetuar as demais tarefas e conseguir efetuá-las com mais eficiência. 

A folha de pagamento pode ser considerada uma das obrigações mais burocráticas, e para muitas empresas é considerada a maior fonte de gastos. Para que você não encontre nenhum problema financeiro, é imprescindível realizar as provisões mensais, dentre elas, provisões de férias, FGTS, décimo terceiro salário entre outras. 

Com a elaboração das provisões, muitas dores de cabeças serão evitadas, mas as mesmas devem ser feitas de maneira correta. Quer saber todos os detalhes para o fechamento da folha de pagamento e transmiti-las para o eSocial? 

Inscreva-se agora no Curso Folha de Pagamento e Tabela de Rubricas do eSocial e cumpra essa obrigação sem medo!

O Professor Daniel Belmiro Fontes, é um dos criadores do eSocial, coordenou o projeto entre os anos de 2009 e 2014.  Atualmente, além de Professor e Palestrante, é Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil.

Um abraço,
Gabriela Petri – Assistente Pedagógica – Nith Treinamentos
Fica autorizada a publicação e o compartilhamento desde que citadas autora e fonte: www.zenaide.com.br  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *