4 abril, 2019

INSS firma parceria com TRF4 para implantação de sistema eletrônico de informação

Ferramenta permite a gestão eletrônica e simultânea das atividades administrativas.

O Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) deu mais um importante passo para a consolidação da transformação digital na qual tem concentrado seus esforços.

O presidente da autarquia, Renato Rodrigues Vieira, assinou, na tarde desta quarta-feira, dia 3 de abril, em Porto Alegre (RS), um acordo de cooperação técnica para a cessão gratuita do direito de uso do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

ESOCIAL - 10 PRÁTICAS QUE VOCÊ JÁ DEVERIA TER COMEÇADO

Utilizada por mais 400 órgãos dos três poderes da República, a ferramenta permite a gestão eletrônica e simultânea das atividades administrativas, sem uso de papel, com a atuação dos setores envolvidos em tempo real, promovendo agilidade, transparência, sustentabilidade, segurança contra fraudes e economia de recursos.

ESOCIAL - 10 PRÁTICAS QUE VOCÊ JÁ DEVERIA TER COMEÇADO

O compartilhamento do SEI já gerou, pelo menos, R$ 2 bilhões de economia em recursos que seriam gastos somente com a aquisição de sistemas.

“A adesão ao SEI garantirá um maior controle do fluxo de informação e redução de espaço para qualquer tipo de irregularidade. Não é possível suprimir, rasurar ou alterar documentos inseridos nele. É um marco na gestão do INSS, pois permitirá a evolução de ferramentas de tecnologia não só em benefício da autarquia, mas do segurado da Previdência Social, na medida em que tornará os processos administrativos internos mais seguros, dinâmicos, hígidos e céleres”, celebra Vieira.

Ainda nesta semana, o INSS já começará a traçar um plano de implantação do sistema em 100% das unidades do INSS no Brasil, com prazo de conclusão previsto de seis meses.

Ou seja, até o fim deste ano, o SEI se tornará uma realidade para todo o Instituto, garante o presidente da autarquia: “O Instituto é, agora, mais um participante do Processo Eletrônico Nacional, o que, sem dúvida, facilitará muito o intercâmbio de informações com toda a administração pública. Os benefícios são muitos, mas acredito que os mais impactantes sejam a segurança da informação e a economia de tempo, com a tramitação ocorrendo em tempo real e a possibilidade de assinatura simultânea de agentes em múltiplas cidades, não importa a distância”, destaca ele.

Cada um com seu tablet, Vieira e o desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores, presidente do TRF4, assinaram o termo eletronicamente, como não poderia deixar de ser.

Flores classificou a cessão ao INSS como um momento histórico para ambos os órgãos: “Temos a consciência de que se trata de uma contribuição muito importante ao Estado brasileiro. Não há produto algum dentro do sistema que não seja gratuito e fornecido pelo Tribunal, e as atualizações se estendem automaticamente a todos os cessionários. O SEI vai ao encontro dos anseios da sociedade, que clama pela gestão eficiente dos recursos públicos, pelo fim da corrupção, por transparência e lisura”, conclui Flores.

Fonte: INSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *