12 dezembro, 2018

IRPF: prepare-se para não ser multado

2019 já chegou, você está preparado para declarar a IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física)?

Está na hora de organizar seus documentos para a declaração do imposto de renda. A toda hora temos que ficar atentos aos prazos e as mudanças apresentados pela Receita Federal.

Já foi divulgado que todos os dependentes a partir de agora, devem que ter o Cadastro de Pessoa Física, ou seja, CPF.

O cronograma de entrega para 2019, ainda não foi divulgado, mas é bom você já se preparar para não ser multado.

Algumas dicas para você não esquecer de nada na hora de separar seus documentos:
  • Solicite recibos e notas fiscais de planos de saúde, consultas ou outros gastos com procedimentos médicos.
  • Peça para as instituições de ensino que você ou seu dependente frequentou, as notas fiscais referente ao pagamento anual.
  • Imóveis, veículos e outros bens adquiridos, também precisam ser declarados, então não esqueça de pegar os dados do vendedor para informar na sua declaração.
  • As doações feitas ou recebidas, comprovantes de aluguéis, pagamentos de INSS de doméstica, comprovante de compra ou venda de ações, conta corrente, conta poupança, pensão alimentícia, heranças, empréstimos ou financiamentos. Tudo isso deve ser declarado, então, tenha em mãos os respectivos comprovantes.
Você sabe como é calculado seu imposto de renda?

A base de cálculo para seu imposto de renda são os rendimentos constantes no Informe de Rendimentos, a partir dele será calculado o imposto devido e/ou ressarcido.

Quais documentos deve apresentar?

Além de apresentar seus documentos pessoais, deve constar seu endereço atualizado, o informe de rendimentos (gerado pelo contador), cópia da declaração do ano anterior, comprovante dos seus bens e os recibos ou notas fiscais dos gastos que forem enquadrados para fins de imposto de renda, conforme alguns exemplos citados acima.

Você terá imposto a pagar ou a restituir como deve proceder?

Caso você tenha imposto a pagar, o próprio programa gera um boleto para você realizar o pagamento.

Se você tem imposto a restituir, para realizar a consulta, acesse o portal da Receita Federal, com seu CPF e data de nascimento será possível consultar as datas e os lotes de restituição. Esse valor será depositado na sua conta bancária conforme o informado na declaração de imposto de renda.

Durante esse período, é preciso estar muito atento na hora de preencher os dados pois, a Receita também tem um sistema super rigoroso das transações financeiras. Se seus dados apresentarem divergências, você cai na conhecida “Malha Fina”.

Nesse caso, o contribuinte precisa se justificar, ou seja, precisa se defender, apresentando todos os documentos que comprovam os valores informados, portanto, se isso não for válido, o contribuinte será multado.

Preste muita atenção na hora de apresentar seus documentos, fique por dentro de todos os prazos para que você não seja uma vítima do Leão.

Se você está se sentindo perdido com tantas informações sobre como fazer a declaração do IRPF, tenho uma ótima oportunidade para você!

Evite dores de cabeça e declarações atrasadas. Aprenda a declarar corretamente o Imposto de Renda Pessoa Física com o Curso Como Fazer o Imposto de Renda Pessoa Física 2019, com o Professor Adilson Cordeiro, um especialista nesta área.

 

Texto: Gabriela Petri  Assistente Pedagógica – Nith Treinamentos

Fica autorizada a publicação e o compartilhamento desde que citadas autora e fonte: www.zenaide.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code