20 março, 2019

Representatividade feminina no Departamento Pessoal

“Não me sinto valorizada (o) trabalhando no Departamento Pessoal.” 

Essa frase tem se repetido por muitos anos entre os profissionais que trabalham nessa área. 

Muitas pessoas a consideram uma profissão ingrata, estressante, pouco reconhecida e mal remunerada. 

workshop zenaide carvalho

O Departamento Pessoal exige muita dedicação, pois além de saber fazer os cálculos trabalhistas, o profissional deve estudar e conhecer a fundo a Legislação Trabalhista e Previdenciária 

workshop zenaide carvalho

E este aprendizado é contínuo, pois sempre surge uma nova lei, uma Instrução Normativa que altera algo que já era feito  anos… 

Com a terceira revolução trabalhista, eSocial, esse desafio ficou ainda maior, porém surgiu também uma oportunidade. 

Agora chegou o momento do profissional de Departamento Pessoal se destacar, ser reconhecido pelo seu conhecimento e empenho. 

Pois quem trabalha nesta área é porque realmente a ama!   

Acontece que, essa valorização não vai alcançar todos os profissionais. Receberão destaque aqueles que se preparam para o eSocial e estão num ciclo constante de aprendizado e busca de informação. 

Se empodere por meio do conhecimento 

Conforme pesquisa do IBGE entre 2012 e 2018, as mulheres ainda ganham, em média, 20,5% menos que os homens no país. 

Essa pesquisa mostra como, infelizmente, ainda há desigualdade no mercado de trabalho entre homens e mulheres. 

É fato que as mulheres dominam o Departamento Pessoal, sendo em sua maioria nos escritórios contábeis. 

Além dessa desvalorização no mercado de trabalho, pelo simples fato de serem mulheres, estão também numa profissão que até o eSocial não tinha o devido reconhecimento.  

Sem esquecer de mencionar que a mulher geralmente tem jornada dupla, trabalha muito mais do que as 08hs diárias, pois a maioria tem filhos e casa para cuidar. 

Mas ficar se lamentando não irá melhorar as estatísticas! 

Muito se tem ouvido nas mídias sobre o empoderamento feminino que a maneira mais eficaz de se empoderar é por meio do conhecimento e, muitas mulheres estão aproveitando essa oportunidade para se destacar no Departamento Pessoal. 

O conhecimento é uma fonte que não se esgota, quanto mais você busca, mais oportunidades surgem.  

As mulheres são reconhecidas pela sua resiliência, foco e capacidade de multitarefas, e munidas de conhecimento deixarão sua marca no Departamento Pessoal! 

Se você ama trabalhar no Departamento Pessoal, mas não tem se sentido valorizada, conheça Professora Jéssica Fávaro*. 

Ela conta que através da busca pelo conhecimento hoje é reconhecida nacionalmente por desenvolver conteúdos para solucionar dúvidas e simplificar a rotina dos profissionais dessa área. 

Leia abaixo seu depoimento e inspire-se: 

Meu nome é Jéssica Fávaro, tenho 28 anos e sou de Barueri/SP. 

Meu primeiro registro na Carteira de Trabalho foi em um escritório de contabilidade há 10 anos 

Inicialmente, fui registrada para trabalhar como Recepcionista, já que não tinha nenhuma experiência. 

, atendia telefone, organizava documentos e uma das coisas que fazia era “Arquivo” dos demais departamentos. 

Foi assim meu primeiro contato com o Departamento Pessoal – o arquivo – olhava aquelas fichas de registros/livros e as fotos dos empregados, separava os comprovantes de pagamentos das GPSs , separava por mês as folhas de pagamento etc… 

E isso foi me dando curiosidade em entender como funcionava tudo aquilo.  

Pouco tempo depois, comecei a “cobrir” férias de quem trabalhava no DP (como não sabia das coisas, elas me passavam e eu anotava como fazia determinada coisa, mesmo sem entender, ou seja, somente de forma remota).  

Até que um dia recebi uma bomba, que a menina do DP iria sair e eu ia ficar no lugar dela em definitivo. 

Aí começou a fase difícil no escritório: Eu caí de paraquedas com centenas de clientes para resolver… hahaha 

Comecei a fazer curso presencial para iniciantes do DP, na época não tinha grupos de Facebook ou WhatsApp que pudessem me ajudar, me senti muitas vezes sozinha com tantas cobranças. 

Mas um versículo marcou a minha vida: “Deus não escolhe os capacitados, Ele capacita os escolhidos “, então se Ele me permitiu estar ali mesmo sem experiência, Ele iria me ajudar a capacitar. 

Comecei a pegar folhas de pagamento de diversas empresas, tentar descobrir porque umas tinham X e outras tinham Y, a curiosidade me ajudou, pois eu pesquisava e aos poucos ia montando o quebra cabeça. 

Depois de todo meu esforço, eu conseguia responder os clientes, fazia o fechamento corretamente e consegui me estabilizar nessa área.  

Quando surgiram as redes sociais, não pensei duas vezes em ajudar os demais, que hoje são colocados de paraquedas na área, para não precisarem sofrer tanto como eu sofri na época. 

E foi assim que me tornei conhecida nessa área: #AJUDANDO 

Criando posts sobre assuntos, escrevendo livro**, dando dicas objetivas e diretas. 

Minha infância não foi fácil, na época eu como mulher, negra, adotada e pobre sofria muito bullying, e foi focando no meu trabalho que consegui transformar tudo isso como apenas um empurrão.  

Eu sou mulher, sou negra e sou pobre, mas isso não me faz pior e nem melhor que ninguém!  Vou deixar minha marca nesse Departamento Pessoal.  

E hoje, graças a Deus, eu consegui ajudar milhares de pessoas, seja através de grupo de Facebook, grupo de WhatsApp ou ajudando os alunos do meu Curso eSocial para Iniciantes. 

Esse é um depoimento para contar um pouquinho da minha história, que sirva como motivação a você. 

 Se você acredita em si mesma, vá em frente! Plante a semente, que uma hora você irá colher os frutos. 

Beijos 

Jéssica Fávaro

 

Não se prenda a paradigmas como “Mulher é um ser frágil!” ou “Você é pobre, não vai ter oportunidade!”. 

Faça você suas oportunidades! 

A mulher já prova há muito tempo que é capaz de fazer o que quiser, quando coloca uma meta nada a detém. 

Não tem condições financeiras no momento de pagar uma faculdade?  

Invista inicialmente em cursos e workshops gratuitos, leia livros, artigos. Na internet há muitas informações acessíveis para agregar conhecimento! 

Faça um curso de menor tempo, você não precisa de uma graduação de cinco anos para finalmente se destacar profissionalmente. 

Crie metas! Por exemplo: conseguiu uma vaga de emprego com uma remuneração um pouco melhor? Invista em um curso para te capacitar ainda mais, assim você estará apta para uma promoção no emprego atual ou uma oportunidade melhor profissionalmente. 

Busque sempre o melhor para você, não se acomode! 

 “O que antes parecia impossível, torna-se possível quando alguém se sente apto a transpor todos os obstáculos, conhecendo a sua verdadeira grandeza interior.” (Nuno Cobra) 

Um abraço, 

Marileisa Gonçalves – Analista de Conteúdo Nith Treinamentos. 

 É Professora Parceira da Nith no Curso eSocial para Iniciantes e realizou recentemente o Workshop Decolando com o eSocial que teve mais de 50 mil inscritos. 

* * Em 2017 ela coescreveu o livro (em parceria com a Professora Zenaide Carvalho)Você Sabia? Dicas Práticas de Departamento Pessoal, que se tornou um dos livros mais vendidos sobre Departamento Pessoal no Brasil! 

 Fica autorizada a publicação e o compartilhamento desde que citadas autora e fonte: www.zenaide.com.br 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code